Implante ocular para mudar cor dos olhos pode causar cegueira definitiva

O mundo já teve muitos exemplos das consequências ruins da vaidade excessiva. Quando ela sobe para os olhos, no entanto, essa busca incessante pela beleza pode cegar. As consequências de interferir em um local tão delicado do corpo humano podem ser irreversíveis. É o que acontece com o implante ocular ou laser despigmentador para mudar a cor dos olhos. Nunca autorizados pela Anvisa – mas disponível para qualquer pessoa no Panamá, por exemplo – esses procedimentos são “uma loucura extremamente perigosa”, como alerta o oftalmologista Rubens Belfort Junior, professor titular de oftalmologia da Escola Paulista de Medicina, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). “São dois procedimentos totalmente sem base científica que, de repente, começaram a serem comercializados em alguns países. Há uma preocupação grande de que eles venham a se disseminar. Não há nenhum trabalho experimental sério que mostre que esses implantes são seguros”, diz o médico. A técnica do implante foi desenvolvida no Panamá. Em busca de olhos verdes, azuis ou mel, pessoas do mundo todo peregrinam até o país da América Central para implantar um silicone embaixo da íris e exibir uma cor diferente de olho. Sem sentido O procedimento consiste em inserir uma lente de silicone atrás da córnea e na frente da íris. “Imagine um relógio. O vidro é a córnea e o mostrador é a íris. O implante fica entre os dois”, detalha o oftalmologista do Instituto Penido Burnier, Leôncio Queiroz Neto. Belfort Junior explica que o procedimento cirúrgico em si é simples. “É mais simples do que operar uma catarata. E é rápido. Mas muito perigoso. O implante é colocado na frente...

Novidades em aparelhos para diagnóstico e acompanhamento de GLAUCOMA

Dra. Janine Radd e Dr. Victor Masson apresentaram dia 25  de março as novidades em aparelhos para diagnóstico  e acompanhamento de GLAUCOMA O tema escolhido para reunir os oftalmologistas de Governador Valadares na noite do dia 25 de março foi o Glaucoma, uma das principais doenças oculares causadoras de cegueira no Brasil e no Mundo. A Dra. Janine Radd apresentou uma palestra na qual abordou as principais características da doença, como é realizado o diagnóstico e o acompanhamento do Glaucoma. Ao final, apresentou casos clínicos para discussão entre os oftalmologistas presentes nesse encontro, entre eles o Dr. Gilberto Boechat e Dr. Edgard Mariante, sempre atentos às novidades oftalmológicas. O Dr. Victor Masson apresentou o que há de novidade tecnológica e novos aparelhos para o diagnóstico e seguimento de pacientes portadores de...

35° Congresso de Retina e Vítreo em São Paulo (SP)

Dr. Victor Ferreira Masson participou do 35° Congresso de Retina e Vítreo em São Paulo (SP) O Congresso da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo realizado nos dias 21, 22 e 23 de abril no hotel Transamérica em São Paulo (SP) foi um dos eventos mais importantes do ano na abordagem clínica e cirúrgica dos problemas da retina. O Dr. Victor esteve presente nesse evento que reuniu as maiores autoridades nacionais e  internacionais especialistas em...

Uso excessivo do computador

Depois da popularização da internet, o computador virou mania: muita gente tem e quem não tem, quer ter. Seja para diversão, trabalho ou por praticidade, os PCs e notebooks invadiram casas, escolas, empresas e, hoje, fazem parte da rotina de muita gente. Só que nem tudo são flores: passar muito tempo na frente do monitor pode prejudicar a saúde. Isso mesmo. Assim como a TV, o computador também é um dos vilões para a visão, quando usado em excesso. E a coisa complica bastante para quem trabalha na frente de um monitor, pois, de acordo com um estudo do National Institute of Occupational Health and Safety (NIOSH), 90% dos trabalhadores que passam mais de três horas por dia diante da tela do computador acaba tendo algum problema de visão. Workaholics de plantão precisam de atenção redobrada. “Imagine o que acontece com aqueles que passam entre 10 e 12 horas no trabalho. Quando chegam em casa, muitos ainda ligam o computador. Sem perceber, a médio prazo acabam comprometendo também sua performance no ambiente de trabalho, além da visão e da saúde como um todo”, afirma o oftalmologista Renato Neves, diretor do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo. São vários os males causados pelo uso exagerado do computador ou da TV: síndrome do olho seco, fadiga e irritação nos olhos. “A superexposição sem que sejam tomados os cuidados necessários também pode agravar problemas já existentes, resultando em aumento de graus/dificuldade em enxergar, bem como favorecer o aparecimento de tremores involuntários da pálpebra, dificuldade de concentração e dores de cabeça”, alerta o oftalmologista. “Além dos problemas de visão, vários estudos associam...

Uso de lentes de contato

Cada vez mais pessoas aderem à praticidade e conforto das lentes de contato. Só no Brasil há cerca de 2,5 milhões de usuários, segundo a Sociedade Brasileira de Lentes de Contato (SOBLEC-SP). Porém, muitos esquecem que assim como os óculos, os acessórios precisam de cuidados especiais de higienização e conservação. Os erros mais comuns e que devem ser evitados: 1) Uso sem orientação médica: A indicação de um oftalmologista é imprescindível. O item deve ser personalizado e adequado às necessidades de cada um. Nunca comprar este tipo de produto pela internet, feiras ou em camelôs; 2) Limpeza: Ao contrário do que muita gente pensa, o soro fisiológico não tem propriedades necessárias para a higienização. Há no mercado produtos específicos para lavar as lentes de contato e que proporcionam limpeza e conservação de maneira adequada e sem risco. Estes cuidados valem para as lentes de contato gelatinosa e rígida; 3) Make: É possível usar maquiagem, mas alguns cuidados devem ser seguidos: verificar a validade de cada item; armazenar em lugar seco e arejado; evitar deixar no banheiro; evitar compartilhar os produtos, principalmente máscara para cílios, lápis de olho e pinceis. Remover adequadamente a maquiagem é muito importante e é recomendado tirar as lentes. Na região dos olhos o ideal é usar shampoo neutro para bebê ou espuma Frex Clean; 4) Sono: dormir com as lentes de contato é o principal fator de risco para úlcera de córnea. Durante o sono, a córnea é nutrida pela pálpebra. A presença da lente de contato dificulta a nutrição e oxigenação da córnea, causando pequenas lesões que podem infeccionar. Deve-se evitar ao máximo dormir...